Promotora de Justiça Failde Mendonça ministra palestra no Congresso Nacional da Confederação Brasileira das Federações de Associações de Moradores e Entidades Comunitárias

Imprimir
PDF
Partilhar no FacebookPartilhar no Twitter
Tamanho da Fonte:

A promotora de Justiça da 24ª Promotoria de Justiça da Capital, Failde Soares Ferreira de Mendonça, participou, nesta sexta-feira (29), do Congresso Nacional da Confederação Brasileira das Federações de Associações de Moradores e Entidades Comunitárias, ministrando uma palestra sobre "A importância das federações, associações de moradores e entidades comunitárias para o fortalecimento do Terceiro Setor”.

O evento, que ocorreu em Maceió, reuniu representantes de entidades comunitárias com objetivo de fortalecer a Confederação e, ainda, de capacitar os participantes com temas que retratam a importância do Terceiro setor.

A promotora de Justiça disse que foi mais uma oportunidade de representar o Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE-AL), mostrando que além de fiscalizar, a instituição está sempre preocupada em participar de momentos de qualificação.

“Quando temos a oportunidade de ministrar uma palestra, podemos partilhar informação e apresentar o trabalho que realizamos no cotidiano, enaltecendo e dando visibilidade a instituição que nós, promotores, pertencemos, o Ministério Público. Por isso, sempre recebo convites como estes com muito carinho. Uma palestra tem um papel muito educativo e de prevenção. O Ministério Público, além de fiscalizar, busca sempre contribuir  para elevar o conhecimento de todos que integram as associações e fundações. As entidades precisam contar com pessoas com capacidade gerencial para a tomada de decisão, o que inclui a aquisição de habilidades e metodologias obtidas por meio do conhecimento”, disse a promotora.

Durante uma hora, a promotora discorreu sobre conceitos inerentes ao tema de sua palestra, como o de filantropia e entidades comunitárias. Ela contextualizou sobre o surgimento do Terceiro Setor, suas características, posicionamento na sociedade e na economia brasileira e, ainda, destacou os desafios que ele enfrenta, sempre citando exemplos práticos para melhor entendimento dos participantes. O tema gerou tanto a atenção que após sua explanação, ela participou de mais de uma hora de debate, onde quem esteve presente teve a oportunidade de esclarecer suas dúvidas e partilhar suas experiências.

"As organizações do Terceiro Setor exercem atividades relevantes à sociedade, pois muitas mobilizam uma grande quantidade de pessoas, geram empregos e recursos significativos. O seu crescimento possui caráter estratégico e de suma importância para qualquer sociedade que se preocupa com o desenvolvimento social e consolidação de seus valores democráticos. O fortalecimento do Terceiro Setor requer a construção de respostas aos desafios que enfrentam, como o de produzir e disseminar informações sobre o que é e o que faz; o de melhorar a qualidade e eficiência da gestão e programas sociais ofertada, além de outras, também a de criar condições para o aumento da participação voluntária dos cidadãos. Vale destacar que, as entidades precisam ser bem administradas, agir dentro da legalidade, atender as cobranças impostas, devem estar preocupados sempre com o bem comum", expôs Failde Mendonça.

Conselho Nacional do Ministério Público Conselho Nacional dos Procuradores Gerais Associação Nacional dos Membros do Ministério Público Colégio de Diretores de Escolas dos Ministérios Públicos do Brasil Conselho Nacional dos Ouvidores do Ministério Público Associação do Ministério Público de Alagoas Tribunal de Justiça de Alagoas