Operação "Inoculação", do Gecoc e da Deic, desarticula quadrilha de roubo a banco

Imprimir
PDF
Partilhar no FacebookPartilhar no Twitter
Tamanho da Fonte:

A Operação 'Inoculação', desencadeada pelo Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) do Ministério Público Estadual de Alagoas (MPE/AL), com a Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) da Polícia Civil, na noite dessa terça-feira (6), em Arapiraca, resultou no complemento da desarticulação de uma quadrilha envolvida com roubo a banco aqui no Estado. Ao todo, foram presas três pessoas em cumprimento de mandados expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital. Os investigadores também apreenderam 10 armas de fogo, dinheiro e farta munição, além de um veículo.

O combate às organizações criminosas (Orcrim) tem sido uma das principais atuações do Ministério Publico que, em parceria com as forças policiais, consegue fazer com que mentores e executores de planos criminosos, dentro e fora do Estado, sejam presos e comecem a pagar pelos ilícitos cometidos. Em Arapiraca, a operação aconteceu após cinco meses de investigação conjunta entre o Gecoc e a Deic.

Os presos Everaldo Nunes Pereira, 45 anos, Taciano Batista dos Santos, 49, e Jadson Pereira Costa, de 29, pertencem, segundo as autoridades, a um bando especializado em explosões e roubo a agências bancárias nas cidades de Água Branca, Feira Grande, Igaci e Major Izidoro.

Taciano Batista dos Santos, que é 2° sargento da reserva da Polícia Militar, seria o responsável por avisar aos criminosos quando o momento estaria propício para praticar o crime. Ele também dava cobertura à quadrilha.

As apreensões

Com a Orcrim, os policiais encontraram quatro espingardas, quatro revólveres de calibre 38, uma pistola 9mm (de uso restrito das Forças Armadas), uma garruncha e farta munição que estava guardava em caixas. As balas são de diversos calibres, como 12 e 20 para espingardas; calibres .40 e .45; e de calibre 22 para rifles, inclusive de fuzil 762. Ainda foram apreendidos um veículo modelo Fiat Uno, de cor vermelha, explosivos e uma quantidade de dinheiro em cédulas.

Os policiais também localizaram um silenciador de armas e um equipamento de mira a laser.

Durante a tentativa de cumprimento de mandados, dois alvos, identificados como José Edson Calixto da Silva, de 22 anos, e Fábio Júnior Félix Luduvico, de 37, atiraram na direção dos policiais e foram feridos, não resistindo logo em seguida. Na casa de Edson Félix, que era o explosivista do grupo, foram encontrados R$ 6.020,00 em cédulas de R$ 50 e R$ 100.

Todos os presos serão levados para a sede da Deic, em Maceió, e posteriormente, vão ser transferidos para o sistema prisional.

Inoculação

O nome da operação faz referência a aplicação de vacina no ser humano, que tem o objetivo de cura. No sentido figurado, é uma alusão ao combate às organizações criminosas, com o Gecoc e a Deic trabalhando para imunizar Alagoas contra esses grupos que praticam ilícitos penais.

Conselho Nacional do Ministério Público Conselho Nacional dos Procuradores Gerais Associação Nacional dos Membros do Ministério Público Colégio de Diretores de Escolas dos Ministérios Públicos do Brasil Conselho Nacional dos Ouvidores do Ministério Público Associação do Ministério Público de Alagoas Tribunal de Justiça de Alagoas