“Fale, Educação” conclui o ano com entrega de prêmios e oferta de cursos para alunos de escolas públicas

Imprimir
PDF
Partilhar no FacebookPartilhar no Twitter
Tamanho da Fonte:

A sexta-feira (01) foi de prestação de contas, mas também de muita comemoração pelo brilhantismo do projeto “Fale, Educação” no ano de 2017. Um grande evento, ocorrido no Auditório Edgar Valente de Lima Filho, no prédio-sede do Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL), reuniu autoridades, gestores das unidades de ensino, alunos e parceiros importantes que não mediram esforços para que o propósito de levar cidadania a centenas de adolescentes fosse alcançado.

O procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, participou da solenidade de encerramento das atividades do “Fale, Educação” e afirmou que o projeto foi abraçado em definitivo pela instituição.

“A promotora Cecilia começou a sonhar sozinha, mas despertou internamente a vontade de outros promotores se engajarem. Agora, o Fale Educação estará na grade de projetos da instituição para que possamos manter essa magnitude.transformado num projeto da instituição.”, afirma Alfredo Gaspar.

Em seu discurso, o procurador-geral também lembrou o desprezo dado por alguns gestores à Educação.

“Sem uma educação de qualidade , construtiva e participativa o nosso país jamais chegará a ser uma grande nação. Estou cansado pela falta de capacidade de alguns gestores perceberem que sem investimento na educação não chegaremos a lugar algum”.

E parabenizou a promotora Cecília Carnaúba pela iniciativa e coragem de tocar o projeto.

“Poucos homens e mulheres têm coragem de deixar de apontar a vitrine e passar a ser a própria vitrine. A Cecília correu sérios riscos, mas resolveu enfrentar o projeto quando ninguém conhecia a possibilidade do sucesso, por isso está de parabéns, torcemos para que a sociedade continue unida e tenhamos mais parceiros”, conclui Alfredo Gaspar.

O presidente da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), deputado Luiz Dantas se disse lisonjeado com a participação da Casa de Tavares Bastos no “Fale, Educação”.

“Parabenizo o Ministério Público pelo projeto arrojado. A Assembleia Legislativa assumiu a postura de apoiar em 2017 e segue em 2018 com mais garra ainda. O projeto encantou a Assembleia e, certamente, fará a diferença na Educação”.

Quem também marcou presença no evento foi o diretor da Escola de Contas, do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas (TCE/AL), Otávio Lessa. Ele é o mais novo parceiro do “Fale, Educação”.

“Já nos inserimos no projeto para 2018, criando uma linguagem diferenciada que será repassada por meio de cartilhas que vamos distribuir. Para que, desde o início, possam saber como funcionam os poderes. Estamos em parceria com o Ministério Público porque acreditamos e, como ele, queremos criar nas pessoas cidadania. Porque também entendemos que não existe saída para o nosso país, senão pela educação”.

Representando os deputados estaduais, falou Bruno Toledo, que esteve acompanhado dos colegas parlamentares Francisco Tenório e Gilvan Barros Filho, todos integrantes da Comissão da Educação da Assembleia Legislativa.

“Represento nesse momento todo pode legislativo que abraçou o projeto de forma harmônica, abrindo as portas para os alunos conhecerem de perto nosso trabalho na Casa de Tavares Bastos. Quando recebemos estudantes que integram um projeto dessa estirpe, conhecendo as atribuições dos parlamentares, ficamos esperançosos”, declara o deputado.

A idealizadora do projeto, Cecilia Carnaúba, emocionada, evidenciou a luta e o empenho de todos para a concretização do “Fale, Educação”. Para ela, há frutos colhidos, de uma semente bem plantada.

“As conquistas hoje pertencem a todos nós. O sonho de fazer o Fale, Educação não se tornaria realidade se caminhássemos sozinhos. Todos vocês que estão aqui, parceiros importantíssimos, começando pelos colegas promotores, Ampal, o Senac, a Ufal, Usina Coruripe, diretores, professores, Polícia Militar, por meio do Batalhão de Policiamento Escolar, IPMA, IMA, ALE, Secretarias de Estado da Educação e da Cultura, médicos, arquitetos, engenheiros, biólogos e advogados que contribuíram para o fortalecimento da semente, fazendo com que ela germinasse e colhêssemos agora os primeiros frutos. Nesse primeiro ano, pudemos assegurar aos alunos o poder de transformação que possuem quando fazem valer seus direitos. Essa é a grande contribuição do Ministério Público, a de promover a cidadania e, especificamente, nesse caso, uma melhor qualidade de ensino”, ressalta a promotora Cecília.

O "Fale, Educação"! também contou com o apoio e aposta dos nobres parceiros:  Diteal,  Sebrae, Associação Comercial, Grupo Ultra, Sococo, Unit, Cetec, Fiea, Senai, OVNI Áudio Video Produções e já tem a garantia do TCE/AL para 2018.

Premiações

O “Fale, Educação, premiou 85 alunos com cursos ofertados pelo Senac a alunos que se destacaram em redações durante as visitas aos estabelecimentos de ensino. Além disso, cada foi contemplado com uma medalha de honra ao mérito. A diretora regional interina, Maria Ivanilda Mendes, fez a entrega dos envelopes destinados a cada estudante com a garantia do curso a ser escolhido.

Alguns convidados também foram agraciados com placas de agradecimento pelo apoio dado ao projeto.

O encerramento do “Fale, Educação!” ganhou um colorido especial com os anjinhos presenteados pelo artista plástico Percivaldo Figueroa e que foram distribuídos com os participantes do evento. Três alunas destaques, que ficaram com as primeiras colocações, das cinco mil redações corrigidas pela professora da Rita de Cássia, da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), além das medalhas e dos cursos, também receberam presentes.

Dois diretores e um professor que se destacaram em suas respectivas unidades de ensino, ganharam hospedagens em hotéis para um fim de semana.

A promotora Cecília chamou ao palco todos os servidores que contribuíram nos bastidores com o projeto e também agradeceu.

Fotos: Claudemir Mota

Conselho Nacional do Ministério Público Conselho Nacional dos Procuradores Gerais Associação Nacional dos Membros do Ministério Público Colégio de Diretores de Escolas dos Ministérios Públicos do Brasil Conselho Nacional dos Ouvidores do Ministério Público Associação do Ministério Público de Alagoas Tribunal de Justiça de Alagoas