Ampal e Escola de Contas Públicas firmam convênio para beneficiar o projeto “Fale, Educação!

Imprimir
PDF
Partilhar no FacebookPartilhar no Twitter
Tamanho da Fonte:

A Associação do Ministério Público de Alagoas (Ampal) e a Escola de Contas Públicas do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas firmaram, nesta sexta-feira (13), um convênio que facilitará a execução das ações do projeto “Fale, Educação!”. Com a parceria, o projeto desenvolvido pela promotora de justiça Cecília Carnaúba desde 2017 terá suas ações otimizadas.

Para o promotor de justiça e presidente da Ampal, Flávio Gomes da Costa, a educação é uma ferramenta que deve ser utilizada para oferecer aos jovens condições de exercer sua cidadania de maneira plena, um dos principais objetivos do projeto. “Acreditamos no Fale, Educação! e em seus objetivos. Um projeto estruturado, amadurecido e que vem sendo muito bem executado. Uma inciativa pioneira e de vanguarda, que merece todo apoio que podemos oferecer”, disse.

O diretor-geral da Escola de Contas Públicas e conselheiro do Tribunal de Contas de Alagoas, Otávio Lessa, ressaltou que o “Fale, Educação!” é a oportunidade certa para ajudar na mudança da realidade de centenas de crianças em Alagoas. “Participar, por meio desse convênio, de uma ação do Ministério Público é a chance de fazermos algo em prol da cidadania. Ou seja, acreditamos que a educação é uma porta aberta para o futuro e que é preciso investir nessa ferramenta”, afirmou.

A promotora de justiça e idealizadora do projeto, Cecília Carnaúba, disse que a partir desse convênio a execução de algumas ações do “Fale, Educação!” estão garantidas. “Esta parceria ajudará no custeio de eventos, compra do material para desenvolvimento das ações e poderemos planejar melhor oque faremos. Assim, o projeto que já está solidificado poderá ampliar seu raio de alcance e poderemos beneficiar, por meio da educação, mais jovens”.

“Fale, Educação!”

O projeto “Fale, Educação!” objetiva aumentar a visibilidade da educação para os poderes e instituições públicas e facilitar o exercício da cidadania, por parte da comunidade escolar, como forma de estímulo à busca de caminhos eficientes, pacíficos e humanitários de realização dos interesses e necessidades da comunidade.

A iniciativa também pretende mostrar a importância do uso de um novo sistema de ensino, onde o o aluno tenha uma participação mais efetiva, como caminho para a superação das falhas existentes no método de ensino tradicional das escolas da rede pública.

Por fim, o “Fale, Educação!” tem o intuito de mitigar ao máximo as falhas operacionais do sistema de ensino tradicional, para fortalecer a cidadania e favorecer melhorias efetivas ao aprendizado dos alunos. O projeto tem por base os princípios de solidariedade e sustentabilidade tanto ambiental quanto de convívio humano.

 

Fotos: Anderson Macena

 

Conselho Nacional do Ministério Público Conselho Nacional dos Procuradores Gerais Associação Nacional dos Membros do Ministério Público Colégio de Diretores de Escolas dos Ministérios Públicos do Brasil Conselho Nacional dos Ouvidores do Ministério Público Associação do Ministério Público de Alagoas Tribunal de Justiça de Alagoas